NOTÍCIAS 

 

30/04/2020

Rio de Janeiro, 29 de abril de 2020 – A Petróleo Brasileiro S.A. – Petrobras informa que seu Conselho de Administração aprovou um novo modelo de gestão para a AMS – Assistência Multidisciplinar de Saúde, por meio da criação de uma associação civil, sem fins lucrativos, mantendo a modalidade de autogestão. A alteração do modelo visa dar maior segurança empresarial com tecnologia, governança e compliance, por meio de uma gestão profissional e com expertise em saúde suplementar, possibilitando a melhoria da qualidade dos serviços e do atendimento aos beneficiários, bem como a maior transparência na sua administração, eficiência de custos e segregação de riscos. Cabe destacar que não haverá alteração do benefício ou da sua abrangência com a transferência para o novo modelo de gestão. Atualmente, a gestão da AMS é realizada pela área de Recursos Humanos da própria companhia – modalidade de autogestão por RH - e baseada em princípios de autossustentabilidade. Neste modelo não há, por parte da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), exigências patrimoniais, uma vez que a gestão do benefício é interna, enquanto no modelo de autogestão por operador – no caso, uma associação civil - será necessária a constituição de garantias de acordo com as normas da referida Agência. A companhia avaliará, dentro da estruturação do plano de transição e implementação do novo modelo, as possibilidades de otimizar a realização dos aportes e garantias exigidas pela regulação para o adequado planejamento deste custo. A companhia buscará um valor presente do potencial de economia em 10 anos de pelo menos R$ 6,2 bilhões. A obrigação de remensurar o passivo pós emprego nas demonstrações financeiras das patrocinadoras, anualmente, permanecerá no novo modelo de gestão aprovado, conforme as regras CVM 695/12 (CPC 33R1). Com a decisão do Conselho, a companhia vai estruturar o plano de implantação e transição pelos próximos meses para uma nova aprovação interna na Petrobras. A Petrobras reforça o seu compromisso com a transparência e o respeito a todos os seus empregados.

Fonte: Petrobras

29/04/2020

27/04/2020

Conforme anunciamos anteriormente, a AMS Petrobras está dando início a uma importante mudança na rotina de pagamentos: a cobrança do plano de saúde de pensionistas e aposentados será feita por meio de boleto bancário – e não mais via desconto no contracheque Petros. A mudança é conseqüência do fim do convênio entre a Petros e o INSS.

De acordo com a AMS, a alteração no método de pagamento ocorrerá em etapas e o primeiro grupo é formado pelos mais de cinco mil pensionistas da AMS Petrobras, que receberão no fim de abril o boleto bancário com vencimento em 10 de maio. Em julho, os demais beneficiários titulares (aposentados) da AMS Petrobras receberão o boleto bancário para pagamento do plano de saúde, com vencimento em 10 de agosto. Segundo a Petrobras: “O novo método de pagamento proporcionará mais agilidade ao processo de reembolso, que será creditado diretamente na conta corrente cadastrada”, informa o gerente de Serviços Transacionais de Saúde da Petrobras, Marcelo Pimenta, em entrevista ao Portal da AMS.

Envio dos boletos
Os boletos bancários serão enviados por correio e e-mail e também ficarão disponíveis na área restrita do Portal AMS (acesso com login e senha). Quem não tem acesso à área restrita do portal, deve clicar na opção “cadastre-se”, na parte superior da página principal, para gerar login e senha. Acesse aqui (https://ams.petrobras.com.br/portal/ams/usuarios/cadastro-de-usuario.htm)

Suspensão ou cancelamento por inadimplência
A AMS alerta que, em caso de inadimplência por 60 dias, o benefício será suspenso. Uma vez suspenso, nenhuma cobertura será disponibilizada, mesmo para os procedimentos de urgência e emergência. Após 90 dias da suspensão (totalizando 150 dias), o benefício será cancelado em definitivo. “Para evitar transtornos causados pelo possível esquecimento da quitação dos boletos mensais, a Petrobras recomenda a ativação da opção de Débito Direto Autorizado (DDA) junto ao seu banco”, orienta Pimenta no portal da AMS.

Se houver dúvidas, consulte a Central de Relacionamento da AMS: 0800 287 2267.

 

Fonte: Ambep

17/04/2020

25/04/2020

Segundo comunicado da Petros, em função da pandemia do coronavírus que provocou restrições e alterou o funcionamento de empresas e órgãos governamentais de todo o Brasil, o processo de aprovação do Novo PED e da reestruturação dos regulamentos do PPSP-R e do PPSP-NR também se viu impactado.

Atualmente, o processo do Novo PED e da reestruturação dos dois planos está na Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest), órgão supervisor da Petrobras. Em seguida, as mudanças seguirão para aprovação da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), que fiscaliza o setor.  “A expectativa é que as aprovações de Sest e Previc saiam ainda neste mês e a cobrança da nova alíquota de contribuição extraordinária seja implementada em maio. Com isso, novo regulamento entrará em vigor no dia em que a aprovação da Previc for publicada no Diário Oficial da União”, informou o comunicado da Petros.

Sendo assim, o órgão se compromete a implementar o Novo PED em maio e não mais em abril como tinha anunciado no mês passado. 

 

25/04/2020

 

21/04/2020

 

Para atender a demanda dos associados das cidades do interior, a Diretoria aprovou um calendário de funcionamento das subsedes. Os associados precisam entregar os documentos da declaração do Imposto de Renda e encaminhar as demandas nesses dias de funcionamento. Veja os dias de funcionamento de cada cidade e programe-se:

 

ALAGOINHAS

Quartas e sextas-feiras

 

 

SANTO AMARO – CANDEIAS – SÃO SEBASTIÃO DO PASSÉ

Terças e quintas-feiras

 

 

CATU – FEIRA DE SANTANA

Terças e quartas-feiras

 

 

SÃO FRANCISCO DO CONDE

Quinta-feira

 

 

MATA DE SÃO JOÃO

Home office, demandas atendidas por Maria Georgina.

21/04/2020

Respeitando as medidas preventivas, que determinam o uso de máscara, luvas e álcool em gel, a diretoria decidiu manter o serviço de auxílio para a elaboração do Imposto de Renda. De segunda a sexta-feira, um funcionário recebe a documentação e, em poucos dias, os associados têm retorno sobre a declaração. Na sede, mantemos uma equipe que mantém a higiene e limpeza das salas e equipamentos.

É importante lembrar que os idosos acima de 60 anos estão no grupo de risco para o novo coronavírus. Recomendamos às famílias que solicitem a ajuda de parentes, filhos, netos para entregar os documentos dos associados na sede da ASTAPE-BA. 

Em caso de dúvida, ligue para o número de telefone 71 3496-2105 (Edmundo Souza).

O serviço irá continuar até o dia 30 de junho quando vence o prazo final para a entrega da declaração à Receita Federal.

ASTAPE-BA - ASSOCIAÇÃO DOS TRABALHADORES, APOSENTADOS E PENSIONISTAS DA PETROBRAS DA BAHIA.